Página
CURUPIRA – Padrão de Preservação Institucional para Geração de Projetos de Carbono

Este post também está disponível em: Inglês

A Metodologia CURUPIRA é uma proposta de adequação ambiental, econômica e social para empreendimentos de várias origens, em contexto de enquadramento legal e político e de respeito à cultura local. Está estruturada no cenário de mercado voluntário de créditos de carbono, apoiada em assessoramento técnico-científico, e é voltada à construção, organização e gestão da convivência harmoniosa homem-bioma, pautada na ação de lideranças.

Foi concebida com origem nas explicitações de interesses, expectativas e demandas de empreendedores urbanos e rurais face ao novo cenário mundial de construção da sustentabilidade, em seu sentido mais amplo. Tais explicitações são decorrentes de discussões e debates em torno da preocupação com mudanças climáticas induzidas pelo modelo de desenvolvimento global em curso. Este novo cenário, de um lado, para uns aciona alarmes de crise, e de outro lado, a outros, provoca a sensação energizante representada pela identificação de nova oportunidade. É a estes que a Metodologia CURUPIRA se mostra de grande valor e interesse.

Como alternativa à Kyoto, ultimamente tem se intensificado no Brasil e nos EUA o “Mercado Voluntário de Neutralização”: empresas que voluntária e diretamente procuram um “projeto de neutralização” para dar respostas à sociedade e ao mercado cada vez mais atento e exigente quanto ao meio ambiente e, ainda, para dar respostas aos próprios acionistas, dentro do contexto de responsabilidade social.

A Metodologia CURUPIRA surge em resposta à demanda mundial por soluções seguras e confiáveis, traduzidas por “projetos sustentáveis”. Tais projetos exigem visão estratégica e acentuado cunho gerencial, bem como são pensados a partir da questão ambiental. Igualmente a metodologia se constitui em resposta à necessária “valoração de ativos ambientais” existentes em áreas rurais, exploradas ou não, parcialmente abertas ou ainda com cobertura vegetal original.

Para saber mais sobre este Standard, clique aqui para entrar em contato com a MidiaGEO. Estamos a disposição para elucidar quaisquer dúvidas, e fornecer posteriores informações sobre nossos Projetos e Standards, além da nossa atuação no mercado de Sustentabilidade Socioeconômica.